Viagem com pets é tendência em 2020

Com a chegada de uma nova década, será aberta uma nova era de férias com foco nos pets.

Preocupação com o ambiente na escolha dos destinos, o pet como um membro da família e uma terceira idade mais aventureira são alguns dos pontos que aparecem nas tendências de viagens para 2020, segundo pesquisa divulgada pelo site de reservas de acomodações Booking.com, uma das maiores empresas de e-commerce de viagens do mundo. De acordo com a pesquisa, ao escolher para onde ir, onde ficar e o que fazer, os viajantes colocarão as necessidades de seus bichinhos em primeiro lugar.

Com base na sua expertise como líder no setor de viagens e tecnologia, em uma pesquisa realizada com mais de 22 mil viajantes de 29 mercados, incluindo o Brasil, e em mais de 195 milhões de avaliações de hóspedes verificadas, a Booking.com listou as tendências de viagens que podemos esperar não só para o ano que está chegando, mas para o futuro.

Entre os itens mencionados pela pesquisa em 5º lugar está os amantes de animais de estimação.

 

Pets em primeiro lugar

Quase dois terços dos brasileiros (65%) que têm um bichinho de estimação dizem que seu pet é tão importante quanto um filho – o número é 10 pontos acima da média global (55%). Assim, não surpreende que, em 2020, será aberta uma nova era de férias com foco nos pets. Ao escolher para onde ir, onde ficar e o que fazer, os viajantes colocarão as necessidades de seus bichinhos em primeiro lugar.

51% desses brasileiros com animais de estimação concordam que, no próximo ano, a escolha de seu destino de viagem dependerá da possibilidade de levarem ou não seus pets junto. Mais do que isso: um número ainda maior (59%) diz que estaria disposto a pagar a mais por uma acomodação pet friendly.

Acompanhando essa tendência, o número de propriedades pet friendly na Booking.com só aumenta. De olho nesse mercado, mais acomodações ao redor do mundo vão buscar formas inovadoras de atender a esse público, oferecendo serviços e comodidades sob medida para pets, como caminhas para eles dormirem de graça, serviços de spa, serviços de quarto especializados e até mesmo restaurantes pensados para eles. Uma coisa é certa: os bichinhos terão uma experiência cinco estrelas nas férias.

Arjan Dijk, vice-presidente sênior e chefe de marketing da Booking.com, diz: “Nesta nova década, veremos a indústria de viagem atender às expectativas de um viajante que é mais sustentável, questionador e antenado tecnologicamente. Para isso, serão desenvolvidos produtos, serviços e funcionalidades que tornem mais fácil para todos vivenciar o mundo. Ao identificar cidades alternativas, para ajudar a combater o fenômeno de turistas em excesso, e ao oferecer recomendações de viagem cada vez mais personalizadas, sem deixar de garantir uma seleção diversa de hospedagens a clientes de todo o mundo, queremos garantir que os viajantes se sintam preparados, amparados e animados com as viagens que farão em 2020 e nos anos a seguir.”

Porém, além da vontade de viajar com o animal é preciso também tomar alguns cuidados. Além de resolver toda a documentação e fazer um seguro viagem para o pet, preparar um kit de primeiros socorros para levar é muito importante. Isso permite que o dono atenda seu bichinho prontamente e evite complicações.

O grupo Vet Popular preparou algumas dicas para montar um kit. Vale lembrar que todos os itens devem estar organizados em uma maleta e serem de uso próprio para animais.

    •  Termômetro: importante para verificar febre; deve ser esteriliza do após o uso.
    • Conta-gotas: utilizado para inserir líquidos na boca do pet – é importante lavar bem após o uso para não acumular resquícios.
    • Sabonete antisséptico: é utilizado para lavar um possível ferimento com água corrente para desinfetar a região.
    • Soro fisiológico: fundamental para fazer a limpeza dos ferimentos (em caso de feridas mais infeccionadas utilizar água oxigenada).
    • Gazes: usadas para curativo, auxiliam a estancar sangramentos e limpar ferimentos.
    • Esparadrapo e ataduras: servem para segurar o curativo e imobilizar a área afetada.
    • Tesoura: deve ser de uso exclusivo para os primeiros socorros, evitando assim contaminação. É utilizada para cortar a gaze, o esparadrapo e as ataduras.
    • Luvas descartáveis: devem ser usadas pelo dono na hora de manipular o animal para prevenir a transmissão de bactérias e germes.
    • Pinça: auxilia na retirada de espinhos ou vidros, pode ser utilizada pinça de costureira, mas é importante esterilizar após o uso.
    • Focinheira: é importante prevenir incidentes: por mais dócil que o pet seja, poderá tornar-se agressivo quando estiver sentindo dor.
    • Analgésicos e anti-inflamatórios: reduzem a sensação de dor e aceleram o processo de cura. Nunca utilize medicamentos de uso humano, apenas remédios prescritos pelo veterinário.
    • Toalhas de pano ou cobertor: servem para manter o animal aquecido, também pode ser utilizado como maca.

 

Muitos destinos passaram a aceitar animais domésticos em pontos turísticos, passeios e estabelecimentos, adotando uma política conhecida como pet friendly. Um novo nicho e também uma opção a mais para hotéis e pousadas para conquistar novos clientes. Confira alguns espaços que optaram por essa modalidade:

 

São Roque (SP):

A cidade tem duas principais atrações para os pets, o Ski Mountain Park e a Vinícola Góes. Na vinícola é realizado o evento denominado “Um Domingo Bom Para Cachorro”, no qual os tutores podem passear com seus bichinhos na sede para aproveitar a manhã. Já no Ski Mountain, alguns brinquedos, como o tobogã, permitem que cachorros de pequeno porte possam brincar sentados no colo de seus donos.

Brotas (SP):

O destino perfeito para quem gosta de esportes e aventuras adaptou muitas atividades para receber os animais. Eles podem se divertir em diversos passeios, como rafting, trilha, caiaque, brincadeiras nos lagos e trilha para cachoeira, além de serem aceitos em muitos restaurantes.

 

Florianópolis (SC):

Floripa é o destino mais tradicional quando o assunto é pet friendly. Há muitos estabelecimentos que ficarão felizes em receber você e seu amigo, como cafeterias, restaurantes e shoppings. Aliás, não faltam opções de praias que aceitam animais, como a Lagoinha, Santinho, Daniela, Brava e até a Lagoa da Conceição e a Ilha do Campeche.

 

Paraty (RJ):

Nesse fabuloso destino, a maioria dos estabelecimentos são abertos à entrada de pets. As ruas do centro histórico são perfeitas para os pets, pois as ruas dessa área são fechadas para carros. A Fazenda Murycana e a Cachoeira Pedra Branca são abertas para os animais e oferecem momentos muito gostosos.

 

Rio de Janeiro (RJ):

O tão famoso destino brasileiro não podia ficar de fora. Você pode levar os cachorros nas praias Leblon, Grumari, Botafogo e Recreio. Na Lagoa Rodrigo de Freitas, há um espaço especial para os cachorros, o “ParCão da Lagoa”. O pet também é bem-vindo no BarraShopping, Shopping Leblon, Gávea, a padaria As Claras, os bares Complex Esquina 111, Stuzzi e ¡Venga!, e os restaurantes org bistrô, Reserva T.T. Burger e Sushimar.

Essa é uma pequena amostra de um universo que só cresce visando atender aos hóspedes que não se separam de seus animais.

 

 

 

 

Comentários
Carregando...