Cão de Santo Humberto

O pateta atrapalhado e brincalhão

Cão de grande porte, de corpo alongado e aspecto imponente. É o mais forte e resistente dos hounds. Possui pelo curto e denso. Na cabeça e orelhas o pelo é mais macio. Encontrado em três variações de cores: preto e fulvo, marrom e fulvo e apenas avermelhado. Pode ter manchas brancas no peito e patas. Os olhos geralmente são marrons, podendo variar dos tons mais claros aos mais escuros. As orelhas são longas e caídas ao lado da cabeça. A cauda é longa e grossa. Possui dobras na pele da testa e bochechas.

Na Europa medieval, os cães que hoje conhecemos como Bloodhound começaram a ser desenvolvidos, sendo a primeira referência à raça encontrada em um poema de Sir Humphrey de Bohun, no qual um cão chamado Bloodhound é detalhado como um “caçador cuidadoso que está seguindo uma trilha de dois amantes”. O poema é de 1350.

Bloodhound é uma palavra que vem do status do cão como raça mantida pelos nobres; é como uma expressão que diz que ele tem sangue nobre. Os primeiros exemplares eram chamados de Cães de St. Hubert (ou Santo Humberto), descendentes do St. Hubert preto, criados por Francois Hubert, um caçador apaixonado que se dedicou a criar cães capazes de seguir trilhas. Guilherme, o Conquistador, é considerado o responsável por apresentar essa raça para a Inglaterra em 1066. No século XII muitas autoridades da igreja caçavam com eles.

A Revolução Francesa quase arruinou os Bloodhounds, devido à destruição da aristocracia. Na Inglaterra, eles também eram usados como cães de guarda, que rastreavam ladrões e caçadores furtivos, o que manteve sua popularidade em alta. Foi por lá que ele foi desenvolvido como conhecemos hoje.

O Cão de Santo Humberto chegou à América por volta de 1800 e foi reconhecido pela AKC em 1885. Por volta de 1888 o interesse pela raça aumentou e americanos ricos começaram a criá-los novamente.

O pelo é fácil de cuidar, precisa de escovação uma vez a cada quinze dias. Para deixá-lo brilhante, basta esfregar uma toalha ou flanela. Essa raça foi criada para seguir cheiros, portanto, não pense que simplesmente deixar seu cão em um local cercado irá impedi-lo de sair em uma trilha. Eles precisam viver em casas com espaço vedado com cercas bem altas para impedir que fujam.

Quando sair para passear, leve-o na coleira, pois ele com certeza vai se empolgar com algum cheiro e querer sair correndo.

Apesar de toda a energia, que exige longas caminhadas diárias e corridas, ele deve viver dentro de casa com a família – mesmo sujando a casa.

O Bloodhound não é agressivo, mas a má publicidade fez com que muitas pessoas associassem seu faro invejável a uma sede de sangue. Esta é a raça do Pateta e do Pluto.

Os machos medem cerca de 68 centímetros e pesa entre 46 e 54 quilos, já as fêmeas são um pouco menores, medem cerca de 62 centímetros e pesam entre 40 e 48 quilos.

Fonte: canaldopet.ig.com.br

 

 

 

Comentários
Carregando...