O gerenciamento de recursos humanos2 min para ler

O setor pet intensifica a procura por gestão de pessoas.

Ao mesmo tempo em que a economia brasileira padecia com a crise no ano passado, o mercado que atribui serviços e produtos aos animais de estimação driblou os efeitos da recessão e consolidou a terceira posição mundial em faturamento, com uma estimava do Instituto Pet Brasil acima de R$ 25 bilhões, um avanço de 7% em relação a 2016.

Na pesquisa mais recente feita pelo IBGE, em 2013, apresenta a resiliência do mercado pet no Brasil. São 132 milhões de animais domésticos, sendo que 53 milhões são cães, em primeiro lugar, e os outros 79 milhões estão divididos entre aves, gatos, peixes, pequenos répteis e mamíferos exóticos. A alimentação desses animais representa mais da metade da receita de faturamento e para competir nesse ranking tem o setor de serviços. Com aproximadamente 30 mil lojas, a área administrada por pequenos empreendedores estão competindo com a entrada dos grandes varejos. E é a partir desse momento no qual se deve considerar a gestão de pessoas.

O médico-veterinário e diretor-geral da Faculdade Qualittas, professor Francis Flosi explica que o gerenciamento de pessoas não se restringe somente ao bom relacionamento com clientes, funcionários e fornecedores, no qual não deixa de ser importante para o marketing, é na verdade uma ação muito mais ampla e dinâmica.

“A experiência demonstrou que a concorrência acirrada entre as empresas tornou isso (Gestão de Recursos Humanos) mais óbvio e que a satisfação do cliente não se resume simplesmente à aquisição de produto ou serviço, mas no encanto e na confiança adquirida no momento da dispensa do serviço e principalmente depois na avaliação contínua após a venda”, aponta.

Nesse cenário competitivo, Flosi observa um comércio que busca por colaboradores com conhecimento em gestão de recursos humanos e habilidade para ingressar no mercado pet. “A expertise no mercado em questão permite um conhecimento das demandas, expectativas e necessidades dos clientes; e o que precisamos diante desta realidade de mercado é descobrir quais os desejos estão inseridos nas necessidades dos clientes e dos não clientes”, conclui.

O diretor-geral da Faculdade Qualittas teve a iniciativa de elaborar uma graduação no qual coloque potenciais empreendedores à frente do setor pet. O Tecnólogo em Gestão de Recursos Humanos com enfoque no mercado pet possui uma grade de disciplinas divididas entre quatro semestres. Este curso será realizado na Faculdade Qualittas que, com 16 anos de experiência na área de Medicina Veterinária, abre as inscrições para o vestibular a partir de agosto de 2018 e dará início às aulas no primeiro semestre de 2019, em São Paulo.

Para saber mais sobre a graduação:

Tel.: (11) 5083-3838

www.faculdadequalittas.com.br

secretaria@faculdadequalittas.com.br

 

 

 

 

Comentários
Carregando...