Marketing Pessoal3 min para ler

Como isso pode fazer diferença em sua carreira?

Acredito que você já tenha ouvido falar do marketing pessoal e achou que não era algo que deveria se preocupar, afinal, se é pessoal não tem nada a ver com o profissional, não é mesmo?

Antes de mais nada, você precisa mostrar ao mundo seu potencial e suas qualidades. Nunca deixe de levar em consideração que cliente analisa desde sua maneira, atitudes e vestimentas dentro e fora da sua clínica. O seu cliente não diferencia o indivíduo, o seu pessoal do profissional. O médico-veterinário é a representação física da empresa, por isso você deve trabalhar sua imagem da melhor forma para conseguir “vender” seu serviço, sua marca. O mesmo aplica-se a qualquer colaborador.

Sabe aquele famoso ditado “quem não é visto não é lembrado”? De que adiantaria você ser um excelente profissional, dotado de capacidades técnicas e qualidades valorizadas pelo mercado veterinário, se ninguém sabe disso?

Postura, comunicação e aparência são três aspectos importantes no marketing pessoal. Isso não se resume apenas ao seu consumidor final, aos tutores do pet. Essa postura e a boa comunicação devem ser expandidas aos fornecedores e funcionários. Praticar a pontualidade é um exemplo de boa postura, isso mostra respeito aos seus clientes e fornecedores e serve de exemplo para seus funcionários. Em qualquer situação a postura ética deve falar mais alto e o profissional deve manter-se dentro desses limites.

O marketing pessoal promove sua imagem, seu conteúdo e trabalho, de maneira a se destacar não só na clínica como no mercado de uma forma geral. Busque ser um profissional comprometido e pontual. Como os outros enxergam sua postura hoje?

Procure sempre falar bem, de forma clara e educada, não esquecendo que saber ouvir pode ser a chave para conquistar o seu público. Uma pessoa comunicativa e positiva costuma cativar os outros, criando um bom relacionamento com todos que o rodeiam. A aparência não significa beleza, ou roupa de marcas, mas está relacionado a vestir-se apropriadamente conforme seu ambiente de trabalho, ficar bem apresentável; isso passa confiança para as pessoas e gera também autoconfiança.

Aja naturalmente independente da situação. Não crie um personagem que não tenha nada a ver com você. Olhe nos olhos das pessoas, essa é uma maneira não verbal de demonstrar transparência e sinceridade. Isso vale para situações em que o assunto também é difícil de ser tratado.

A postura corporal transmite mensagens sobre você a todos que o rodeiam. Uma maneira simples de saber se está funcionando bem é observando se as pessoas tentam aproximar-se espontaneamente de você, pois uma boa postura corporal atrai as pessoas a sua volta.

Saiba demonstrar que é uma pessoa e um profissional confiante, que você tem qualidades específicas, tem valor e pode contribuir para o crescimento da empresa. Que está sempre em busca de aprender, ter inteligência emocional e tomar iniciativa quando necessário.

Karina Costa – Marketing Veterinário – Agromarketing –

www.karinacosta.com

 

Prof. Dr. Marco Antonio Gioso – FMVZ-USP

www.usp.br/locfmvz

 

 

 

 

Comentários
Carregando...