O mercado pet “dá mesmo dinheiro”? Ou é Fake News?

Não é de hoje que ouvimos falar sobre o sucesso que é o mercado pet.

São muitos números mais do que positivos que atraem qualquer um que pensa em abrir um novo negócio. Mas as perguntas são: será que o mercado está (ou ainda continua) com esta bola toda? Qualquer um consegue se dar bem apenas com vontade e pouco conhecimento de como é este ramo?

Quem aqui nunca ouviu um amigo ou um conhecido dizer: “Tu estás bem hein… vais ficar rico trabalhando neste ramo…” ou, ainda: “acho que também vou montar uma pet pra mim” Todos, sem exceção, acreditam que é fácil, imaginam que o importante é ter um mínimo de capital para abrir a empresa e depois se vai atrás do que realmente é necessário. É nesta hora que se deparam com as dificuldades para se montar um local que atenda às necessidades dos clientes, o tutor e o pet, sem esquecer as próprias necessidades de empresário.

Muitos abrem uma portinha, com aquele sonho de ter um banho e tosa, fazem cursos de uma semana e depois se aventuram com máquinas de tosa e tesouras sedentas por um pelo. A vontade de iniciar é tanta que não se aguentam e saem comprando o primeiro shampoo que veem pela frente. Será que o mercado é bom para este perfil? Muitas lojas começaram em uma portinha e se transformaram em grandes empresas e redes que representam uma grande fatia do mercado atual. Mas para isto acontecer eles sofreram com altos e baixos e só os muito persistentes conseguiram.

O mercado está cada vez mais especializado, as áreas de atuação são muitas, cada vez mais os empresários veterinários, ou não, precisam estar atentos às mudanças e às oportunidades que aparecem. Para se ter uma loja pet saudável não se precisa apenas de dinheiro, sendo primordial uma equipe bem preparada para desempenhar as suas funções. Você pode ter instalações simples, funcionais, sem muito luxo, mas há necessidade de muita higiene e excelência no atendimento. Isso sim faz a diferença na hora de fidelizar o cliente. Mesmo com um atendimento de excelência as empresas estão tendo que se organizar e contar com um apoio extra de consultorias especializadas em resolver (ou antecipar medidas a evitar) problemas que possam aparecer ao longo dos anos de funcionamento da sua empresa.

Lembra daquele amigo que mencionei lá no início da nossa conversa? Será mesmo que se ele souber o quanto é complexo o nosso ramo, ele ainda vai pensar que “dar banho em cachorro é fácil” e que “dá muito dinheiro”? Gera dinheiro sim, mas os ganhos vêm com muita dedicação, conhecimento e trabalho. Se cada dono de loja, clínica ou indústria colocar em prática as boas práticas de atendimento, qualidade de produtos, investir em treinamento de seus colaboradores, contar com uma boa assessoria jurídica e comercial, aliando tudo isto ao bem-estar animal, vai estar no caminho para o sucesso.

O mercado competitivo gera mais opções aos clientes e, fundamentalmente, exige maior especialização e qualificação pelos prestadores de serviço e lojistas.

O importante é que cada empresa, grande ou pequena, identifique o que está errado e busque melhorar a cada dia no sentido da especialização e da qualidade de atendimento para que o mercado pet siga crescendo. Um mercado tido por “vantajoso” é assim pelas possibilidades e oportunidades e nunca pelas facilidades. E o caminho que temos a seguir é a qualificação e especialização dos profissionais em busca da excelência de atendimento aos nossos clientes.

Carla T. de Oliveira Forgearini Médica-veterinária CRMV/RS 08494 carla@advpet.com.br Representante comercial com certificação em vendas pela ADVB RS e Core RS. Somos uma empresa de consultoria criada para garantir o suporte necessário para gestores, através de uma metodologia de atendimento inovador e exclusivo. Visamos proporcionar a segurança e estabilidade que todo o empresário precisa para poder expandir e fazer crescer os seus negócios, com foco nas empresas do segmento pet.

 

 

 

Comentários
Carregando...