Três perguntas que todo empreendedor do setor pet deveria fazer

Você é um empreendedor do setor pet? Então, veja dicas fundamentais para o sucesso do seu negócio.

De acordo com a Abinpet (Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação), investir no setor pet no Brasil é entrar em um mercado que alcançou R$ 20,3 bilhões em 2017, atingindo um crescimento de +7,9%, em comparação ao mesmo período do ano anterior.

Ou seja, um mercado que contribui para o desenvolvimento do país em um momento que a economia brasileira anda a passos lentos. Você é um empreendedor do setor pet? Continue a leitura!

Inevitavelmente, ao analisarmos esses números, a primeira pergunta que salta em nossas mentes é:

 

1) Como faço para alcançar uma fatia desse crescimento?

O entendimento dos seus atuais clientes ou daqueles em potencial é o primeiro passo essencial para melhorar ou iniciar seu negócio no setor pet. Atuar no setor não é só trabalhar com aquilo que gosta, e sim estudar a fundo de onde o seu faturamento virá.

Tendo mapeado seus consumidores e conhecido suas necessidades, é hora de olhar a concorrência, não é mesmo?

Convenhamos… Apesar de estarmos em um setor em plena expansão, já não é tanta novidade que uma nova pet shop abriu no seu bairro, nem no meu!

Logo, identificar sua vantagem competitiva irá auxiliar na construção do seu negócio, principalmente nos primeiros meses de mudança ou atividade. Veja as tendências do mercado pet e saia na frente da concorrência!

 

2 – Quanto preciso investir?

Saber o valor total do seu investimento é tão crucial quanto a construção de um plano de negócios! Isso mesmo! Saber onde se quer chegar e quais recursos são necessários para isso irá determinar o valor total do investimento.

Organizar uma empresa financeiramente é um dos principais segredos para obter lucro. Sendo assim, é essencial aprender como fazer um planejamento financeiro para clínica veterinária.

Novas plataformas de comercialização, como e-commerce, já apresentam menores barreiras de entrada no setor pet, porém atraem um grande número de concorrentes e necessitam de mão de obra especializada.

Falando em mão de obra, não podemos deixar de abordar o atendimento de qualidade como ponto crucial de sucesso para seu negócio. Vivemos nos anos em que o consumidor tem o poder de espalhar informação a todo instante. Assim como você está lendo o post de hoje, existem milhares de pessoas conectadas 24 horas durante os 7 dias da semana, compartilhando suas impressões sobre produtos e serviços.

 

3) Qual o futuro do setor pet?

Com as mudanças dos comportamentos de consumo, como os nossos próprios, especulamos que esses mesmos clientes, que movimentaram o setor pet nos anos anteriores, a partir de agora vão valorizar as experiências digitais, a excelência no atendimento e o compartilhamento de fotos, vídeos e informações.

Hoje, os animais de estimação já desempenham um novo papel na sociedade brasileira, são os melhores amigos dos tutores e membros da família, dividem a cama e possuem escolas, passeadores, adestradores e roupas próprias. Nas redes sociais, como Instagram e Facebook, contam com mais de dois milhões de seguidores.

Aproveite e veja dicas valiosas para ter um bom pós-venda e garantir um faturamento estável durante o ano todo!

E você? Gostou das dicas para ajudar no sucesso do seu negócio? Se sim, assine nossa newsletter e não perca as próximas!

 

Marcos Iazzetti – Professor e mestre em Comportamento do Consumidor Pet pela ESPM – SP. Palestrante do Pet Desenvolve, curso de gestão e marketing para o setor pet, que acontece dentro da Pet South America, maior feira pet e veterinária da América Latina.

 

 

 

Comentários
Carregando...