Rubens de Castro Fundador da Andivet

Os benefícios que uma entidade de classe pode proporcionar aos seus associados.

No mercado de distribuição de medicamentos há mais de 25 anos e há 16 anos no mercado pet, Rubens de Castro, diretor da distribuidora Davol, resolveu arregaçar as mangas e junto de um grupo fundou a Andivet (Associação Nacional dos Distribuidores de Produtos Veterinários), uma associação que visa melhorar a vida do distribuidor de medicamentos pet e fazer a ponte entre essa classe e todo o mercado e órgãos públicos. Confira a seguir a entrevista e veja os benefícios que uma entidade de classe pode trazer aos seus associados.

Negócios Pet: Há quantos anos está no mercado pet?

Rubens de Castro:Estamos no mercado pet há dezesseis anos.

 

NP: Qual o motivo que o fez entrar neste setor?

RC: Vislumbramos tratar-se de setor em franco desenvolvimento e, como somos oriundos do mercado humano, sabíamos que poderíamos contribuir com alguma coisa para o setor. Esperamos ter contribuído!

 

NP: Atualmente o setor de distribuição de medicamentos pet não tem uma associação que o represente formalmente. O que isso interfere no dia a dia da classe?

RC:Interfere e muito em nosso dia a dia, senão vejamos: somos entidades que existem de fato, mas não temos uma entidade representativa que nos faça existir de direito. Somos elos muito importantes enquanto distribuidores mas não fazemos parte de decisões importantes que interessam ao setor. Podemos afirmar que somos sempre os últimos a saber de decisões tomadas pelo Ministério ou por Laboratórios e muitas das vezes tomamos conhecimento de exigências legais para o bom funcionamento de nossas empresas de forma distorcida ou a metade da verdade.

Veja a entrevista na íntegra na Edição 105 da Revista Negócios Pet.

Comentários
Carregando...