O ensino de Marketing nos cursos de Medicina Veterinária

Ele assume um papel de suma importância na formação do médico-veterinário administrador, empreendedor e prestador de serviços.

Analisaremos aqui como o ensino de Marketing e suas ferramentas irão contribuir para o aprimoramento e desenvolvimento da Medicina Veterinária no mundo do agronegócio, nos negócios agropecuários, na produção de alimentos e seus derivados, na fiscalização destes alimentos, nos cuidados com os pets e principalmente nas prestações de serviços veterinários que agregam qualquer produto veterinário hoje comercializado no mercado. Com isso, incentivar e capacitar acadêmicos dos cursos de graduação da Medicina Veterinária em suas relações com este mercado.

Com o crescente e espantoso número de escolas de Medicina Veterinária no Brasil hoje, observamos que os programas de ensino nessas escolas podem variar de acordo com os padrões da instituição. Em todos os casos, porém, são capitaneados por profissionais médicos-veterinários que atuam como coordenadores de cursos, que por sua vez tiveram suas carreiras apenas dentro da universidade e não enfrentaram o mercado de trabalho tão disputado de Medicina Veterinária.

Os currículos são estruturados com base na resolução de nº 10 do Conselho Federal de Educação do MEC, promulgada em 11 de abril de 1984, que estabelece a formação em três níveis de saber: Básica, Generalizada e Profissionalizante.

As disciplinas da Formação Básica terão como objetivo principal oferecer uma sólida base científica e de conhecimentos aos futuros médicos-veterinários e abrangem as seguintes áreas de estudo: Anatomia dos Animais Domésticos, Bioestatística, Biofísica, Bioquímica, Genética Animal, Microbiologia, Imunologia, Fisiologia dos Animais Domésticos, Histologia e Embriologia e Farmacologia.

As que compõem a grade de Formação Generalizada ficam por conta de Ciências Humanas e Sociais e Ciência do Meio Ambiente e Ecologia. Também pode se aplicar conceitos de Marketing e Gestão de Negócios, preparando o acadêmico para utilizar as diferentes ferramentas que esses conceitos dispõem a favor do desenvolvimento do médico-veterinário em relação ao mercado.

Já as de Formação Profissionalizante deverão conferir aos acadêmicos conhecimentos para desenvolver habilidades específicas para a execução das especialidades que a Medicina Veterinária contempla: Anatomia, Patologia, Nutrição Animal, Zooculturas, Clínica Médica, Clínica Cirúrgica, Medicina Veterinária Preventiva e Saúde Pública, Higiene e Inspeção dos Produtos de Origem Animal, Tecnologia de Produtos de Origem Animal, Economia e Administração Rural (Marketing voltado ao Agronegócio) e Fisiopatologia da Reprodução Animal.

O período compreendido para que se ofereça essa grade de disciplinas não pode ser inferior a um total de 3.600 horas/aulas e deverá corresponder às três áreas de formação. Ainda poderá haver o oferecimento de disciplinas eletivas ou optativas, bem como estágio curricular supervisionado, ficando a cargo das instituições ofertantes dos cursos a elevação dessas horas/ aulas.

Portanto, com o exposto acima, acredito na necessidade, e de suma importância, da inclusão de uma disciplina de formação geral de ensino do Marketing veterinário para preparar o profissional para os desafios do terceiro milênio.

A filosofia institucional, sua missão e seus objetivos apontam para a qualidade dos serviços educacionais prestados à comunidade como meta maior a ser alcançada. Não se pode deixar de considerar, entretanto, que a melhoria contínua dos processos pedagógicos e administrativos tem características próprias e conta com o empenho de todos os que compõem esse segmento.

A introdução de disciplinas que têm como objetivo alcançar a formação humanística e ética, além de uma preparação do profissional com relação ao posicionamento desse com o mercado, se faz necessária e imprescindível nos dias de hoje.

A postura ética do educador e uma constante atualização com relação ao mercado de trabalho são fundamentais para que o acadêmico conheça as reais oportunidades e como agir.

Mas podemos nos perguntar: o que o Marketing tem a ver com a Medicina Veterinária? Na verdade, sabemos que o Marketing está inserido em qualquer atividade, seja ela profissional ou não. Hoje vemos a política sendo praticada com ferramentas de Marketing, o uso da propaganda e a publicidade na área do ensino e até já utilizamos o Marketing na religião. Portanto, tudo o que interagimos e que gera expectativa, sendo tangível ou intangível, e que é de interesse da sociedade, necessita de um Marketing.

No Brasil, o Marketing é pouco utilizado em serviços profissionais. Entretanto, diante de um mercado mais competitivo, é cada vez mais necessário prestar atenção e se familiarizar com as concorrências, qualidade de serviços, garantias, bom atendimento, bom relacionamento, melhor preço, tecnologia, entre outros fatores agregados aos serviços profissionais e que fazem a diferença nos dias de hoje.

Francis Magno Flosi é professor, médico-veterinário, acadêmico da Academia Campineira de Letras, Ciências e Artes das Forças Armadas, diretor-presidente do Grupo Qualittas e presidente da ABVET (Associação Brasileira de Veterinários Especialistas).

Comentários
Carregando...