O crescimento da gatofilia pelo mundo

Ao longo dos anos como tenho trabalhado com a gatofilia e conhecendo diversos países e locais, tenho percebido grandes modificações nesse universo

Há alguns anos, de acordo com a história notamos que a gatofilia era algo somente visualizado por noticiários escritos e fotos. Hoje, no entanto, com o poder da tecnologia se tornou muito mais fácil o acesso às matérias sobre o assunto e o conhecimento, para se aprofundar mais ainda no conhecimento felino com suas características.

Mas vamos nos aprofundar um pouco mais nesse universo e sua história para entender um pouco melhor como o mundo tem recebido nossos felinos!

Em 1906 foi criado o primeiro clube oficial para o aprimoramento das raças CFA (Cat Fanciers Association). Os gatos diferentemente de hoje eram apresentados em coleiras. E a primeira exposição foi no Cristal Palace em 1871 em Londres. Anos depois alguns países resolveram ramificar essas exposições devido à quantidade de gatos registrados e simpatizantes de exposições.

Lembrando que além das exposições já eram detidos registros de ninhadas para o aprimoramento e controle das raças Começa aí uma ramificação da América e Europa. Levando grandes exposições aos seus países. Arrebatando públicos simpatizantes dos felinos.

Ao longo dos anos como tudo tende à modernidade, não foi diferente com a gatofilia. Algumas raças tendem a ser muito mais conhecida que a outra e aprimorada, passando por uma boa seleção genética. Caminhando com esse crescimento e inovações, vem o mercado de embelezamento.

Trabalho há alguns anos com grooming em felinos e venho presenciando o crescimento absurdo de produtos para o embelezamento felino. Esse mundo fascinante de grooming me trouxe muitas oportunidades de crescimento pessoal e profissional. Tanto que hoje sou palestrante nacional e internacional falando sobre o assunto.

E com essa profissão tenho presenciado o crescimento dessa área na Europa e na América do Sul.

Falando em Europa, existem países como a Rússia que a população de gato doméstico é maior que a de cães. Com aumento da população de gatos, logo cresce também o número de profissionais qualificados e cresce também o número dos produtos para os felinos.

Tenho um projeto (Super Groomers) que rodou o Brasil e agora está conquistando o mundo para capacitar profissionais da área pet e criadores. Tenho visto grande interesse referente à manutenção e preparos em gatos para exposição.

Alguns anos atrás este projeto começou internacionalmente falando na Indonésia. Fui até lá para passar conhecimentos de grooming e manutenção em gatos, depois fui para a Argentina e agora recente mente em Barcelona. E os convites têm sido constante.

Nesses cursos os participantes tiram suas dúvidas e compartilham com experiências também.

O trabalho de grooming e trimming é uma arte. Podemos transformar um gato com esse trabalho. Um trabalho que exige habilidade e sensibilidade. Esse trabalho vem aumentando cada vez mais no Brasil e mundo afora. Paralelo a isso desenvolvi um trabalho para pet referente o grooming, que transforma o felino respeitando seus limites.

Como exemplo desse trabalho tenho a tosa chamada de Cat Bear (gato Urso). É na verdade uma transformação como pode se ver nas fotos. Isso evita aquela raspagem na lâmina muito baixa. É impactante esse trabalho. Muitos clientes amam ter o seu gatinho com pelo baixo de uma forma fofa, com aparência de um ursinho.

Esse mundo de grooming traz para nós muitas novidades e também para nossos felinos.

Acredito que 2020 teremos ainda mais transformações e inovações no mercado de felinos.

 

Luciano Ribeiro

Instagram: catgroomerlucianoribeiro

 

 

Comentários
Carregando...