Eu acho que vi um gatinho!3 min para ler

Para aumentar a sua clientela de felinos é preciso seguir algumas regras.

Você se recorda daquele desenho animado com a célebre frase: “Eu acho que vi um gatinho”?

Pois é, temos visto muitos gatinhos nas pets e clínicas. O estilo de vida mais corrido, a autonomia do felino, casas menores e casais que casam mais tarde potencializam o aumento da participação dos gatos no mercado a cada ano.

Há anos temos sinalizado essa tendência porque, de fato, é inegável. Para aumentar sua clientela de felinos é preciso seguir algumas regras e pensar em alguns pontos como:

 

Na loja

  • Oferecer brinquedos diferenciados e que sejam feitos efetivamente para gatos; não se espante, tem gente que ainda gosta de arranjos com produtos que não são específicos, acredite.
  • Alimentação e petiscos – tem muita novidade no mercado, desde linhas convencionais com seus lançamentos, até marcas novatas com belos produtos.
  • Arranhadores existem de diversos tipos e preços, defina qual o perfil do seu público e diversifique. Não deixe de ter uns legais e de melhor qualidade. Também não perca o apelo ecológico e inteligente de algumas marcas.
  • Serviços de estética exigem muito cuidado. Caso não tenha uma sala exclusiva, trabalhe a agenda de forma a permitir que os felinos tenham um dia ou meio período, de preferência, antes da cachorrada e numa sala limpa, muito limpa e sem odores fortes que não lhes cause mal-estar ou estresse.
  • Máquinas de tosa silenciosas e profissionais bem preparados, sem medo e com muito carinho na lida.
  • Linha cosmética própria para felinos, sem arranjos milagrosos, respeite a natureza deles.
  • Um espaço para espera separado para reduzir estresse, mesmo que “afastado”.
  • Na clínica, procure fazer agenda com um especialista, porque fará toda a diferença oferecer esse serviço aos clientes, será um diferencial importante.
  • Reveja as janelas, espaços e vãos que podem ser fechados com tela para evitar fugas e acidentes.
  • Organização dos produtos é fundamental para que seja rápido e fácil encontrar os itens deles, porque tem cada triângulo das bermudas por aí que dá medo. Cada lugar bagunçado e com tudo misturado que ninguém acha nada e o que é guardado lá desaparece.

Se puder, crie um espaço que seja confortável de verdade para os cats e seus donos, onde possam esperar, escolher produtos com calma, enfim, um lugar que os acolha.

Para fechar com chave de ouro, não deixe de treinar seu pessoal com os fornecedores para que saibam corretamente e em detalhes o que cada produto oferece, seus benefícios e demais características.

A mesma regra vale para os serviços que, além de bem divulgados em canais adequados, precisam ser de domínio da equipe a explicação completa. Muita gente busca novidades, serviços dedicados e paga mais por isso.

Costumo dizer que o dono do gato é igual ao bichano, porque fica de longe só observando para ver se tem algo que interessa, portanto, planejar o que será feito, realizar, divulgar e medir para ajustar o que for necessário é imprescindível para obter êxito no mundo dos felinos.

Gato mia não é? Então, pense com carinho no que fazer para que tenha efeito real e positivo na sua empresa.

Um abraço e bons negócios!

Jefferson Braga é fundador da PetCon$ult, consultor sênior com formação em Administração e Pós-graduações em Gestão e Administração Financeira e Controladoria. Ministra palestras, treinamentos e aconselhamento empresarial pelo Brasil, atuando desde 2000 como consultor do segmento.

jefferson@petconsult.com.br

www.petconsult.com.br

Facebook (PetConsult Consultoria)

 

 

 

 

Comentários
Carregando...