Check-up em gatos

Especialista da Hill’s Pet faz alerta sobre a importância da alimentação adequada e dá dicas para cuidar da doença renal crônica.

Doença renal crônica é uma enfermidade muito comum em gatos, principalmente aqueles considerados idosos, ou seja, com idade superior a sete anos. Ela é causada por inúmeras razões, mas podemos citar por hereditariedade, inflamações e doenças infecciosas e imunomediadas, também conhecida como autoimunes.

“Muitas vezes, o tutor decide conduzir o animal à clínica porque ele apresenta perda de peso e falta de apetite, por urinar muito e beber muita água, além de apresentar vômito. Porém, a doença poderia ser detectada antes se houvesse a cultura dos tutores de realizar check-up nos animais”, alerta Brana Bonder, supervisora de assuntos veterinários da Hill’s Pet Nutrition.

 

Sintomas da doença renal

Sinais comuns de doença renal em gatos podem ser difíceis de detectar devido à similaridade com outros distúrbios, como o diabetes. Infelizmente, a insuficiência renal no gato é uma doença progressiva e os sintomas podem não ser aparentes por um bom tempo. De qualquer forma, tenha especial atenção aos seguintes sintomas: mudança no apetite, aumento de sede, micção frequente, vômito, letargia e depressão, perda de peso, mau hálito, feridas ou úlceras na boca, diarreia ou constipação.

 

Mitos da doença renal

Ao contrário do que muitos pensam, a proteína não causa a doença renal crônica nos animais saudáveis. O único cuidado é ofertar a eles alimentos adequados à fase de vida que atravessam, priorizando os que contenham alta digestibilidade para, assim, contribuir para uma vida longa e saudável.

Não há cura para a doença renal crônica, até o momento, mas é possível controlá-la. Para isso, é feito uma classificação do estágio da doença por meio de indicadores sanguíneos que refletem o funcionamento do rim. Com esses dados em mãos, o médico-veterinário tem condições de indicar o melhor tratamento. “O tratamento ocorre de acordo com os sintomas que o animal apresenta, que pode ser vômito e desidratação, entre muitos outros característicos da doença”, explica Brana.

 

Atenção à alimentação

Um ponto extremamente importante no processo de recuperação do animal que sofre de doença renal é o manejo nutricional, principalmente devido aos sintomas de perda de peso e massa muscular. Entre muitos outros pontos, a alimentação adequada é importante para controlar a hiperfosfatemia, ou seja, o aumento de fósforo no sangue, alteração comum encontrada em animais com essa enfermidade e que está relacionada como um fator prognóstico ruim.

 

Tutor deve estar atento à qualidade do alimento

Estudos comprovam que gatos com doença renal que consomem o alimento “Hill’s Prescription Diet k/d felinos – Cuidado Renal” vivem mais tempo e com melhor qualidade de vida. O alimento auxilia tanto na saúde de rins e coração quanto no ganho de peso e de massa muscular. “Com esse produto, o tutor tem a possibilidade de fornecer alimento adequado nas versões seca, em grãos, e úmida, que apresenta textura diferenciada. Ao lançar esse produto, a ideia da Hill’s Pet Nutrition foi poder oferecer uma nutrição clinicamente comprovada e em um formato único”, ressalta Brana.

“Hill’s Prescription Diet k/d felino úmido – Cuidado Renal” pode ser encontrado nos sabores frango com vegetais ou atum com vegetais.

 

 

 

 

Comentários
Carregando...