A história de clínica médica veterinária começou por volta de 2.200 a.C, quando o Rei Azoka construiu na Índia o primeiro hospital veterinário que se tem registro e ainda mandava matar todo súdito que maltratasse um animal.

Menções nos códigos originários da antiga Babilônia, capital da Mesopotâmia, relatam referências a remunerações e responsabilidades atribuídas aos “Médicos dos Animais”.

A Medicina Veterinária moderna começou a desenvolver-se com a primeira escola de Veterinária do Mundo em Lyon – França criada pelo Hipologista e advogado Claude Bougerlat em 4/8/1761 com 8 alunos.

Em 1766 também na França foi criada a segunda escola de veterinária do mundo em Alfort – Paris. A história da Medicina Veterinária no Brasil tem início com a chegada da família real em 1808, mas só em 1875 quando D. Pedro II viajou para a França – Alfort e assistiu a uma conferência de um veterinário e fisiologista Dr. Collin se interessou em criar no Brasil entidade semelhante à encontrada por lá. Mas somente em 1913 e em 1914 foram abertas as primeiras instituições de ensino da veterinária do Brasil, a Escola Superior de Agricultura e Medicina Veterinária e a Escola de Veterinária do Exército, respectivamente e ambas no Rio de Janeiro.

Atualmente o Conselho Federal de Medicina Veterinária estima que há em
torno de 84 mil profissionais formados exercendo a profissão no país. Com um mercado de trabalho que cresce em média 13% ao ano, segundo o levantamento do Instituto Pet Brasil feito para o IBGE, há espaço para consultores, responsáveis técnicos, especialistas em nutrição e desenvolvimento de produtos. Somente a parte de alimentação corresponde a 68% do faturamento total do setor, enquanto a prestação de serviços médicos equivale a 16% e a parte de medicamentos fica em torno dos 8%.

Para atender a um mercado tão diverso e crescente, a dica é investir em especialização. Na parte de saúde veterinária, os avanços tecnológicos acompanham a multiplicação do número de pets dentro das casas e surgem como oportunidade para prestação de serviços diferenciados.

Para homenagear o Dia do Veterinário que acontece no dia 9 do próximo mês, preparamos uma edição recheada de matérias voltadas a esse profissional que em tempo de Covid-19 recebeu o devido reconhecimento e é considerado essencial para a saúde pública. Mas, além das matérias citadas também, claro, trazemos todos os nossos cadernos costumeiros voltados a todos os setores do nosso mercado.

Boa leitura!


Mirela Luiz – Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *