Revista Negócios Pet

Perspectivas para o mercado pet em 2020

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Perspectivas para o mercado pet em 2020

Animais de estimação passaram do quintal das residências para as camas e sofás de seus donos. E com isso a forma de cuidar deles também mudou consideravelmente. Essa mudança no perfil dos consumidores abriu um mundo de oportunidades para empreendedores do segmento. O que fez com que um mercado antes pouco profissionalizado se torne cada vez mais especializado para atender um público cada dia mais exigente e atento. E dentro desta perspectiva, saliento alguns pontos:

 

Primeiro Ponto

Os donos passaram de um tratamento curativo de seus animais para um tratamento preventivo, aumentando a demanda por vacinas, alimentos mais saudáveis, produtos e serviços especializados. Isso fará com que indústrias inovem cada vez mais entregando produtos mais específicos para cada necessidade dos animais e seus tutores. E os serviços veterinários, por exemplo, precisarão ser mais ativos do que passivos, ou seja, orientar o cliente para esta prevenção.

 

Segundo Ponto

O sistema de franquias como modelo de negócios vai expandir consideravelmente. As franquias costumam ser uma ótima opção devido ao modelo operacional já testado no mercado. Além disso, o plano de negócios da marca deve ser seguido à risca para evitar surpresas e não sair do padrão estabelecido. Dar atenção ao movimento dos concorrentes, a fim de saber o que os outros players podem estar fazendo, e você não, também é válido. O suporte da franquia e o treinamento são outras questões importantes que validam este modelo de negócio.

 

Terceiro Ponto

Vale destacar também que a presença digital das empresas nesse segmento está sendo cada vez mais imprescindível. Assim como em todos os segmentos de varejo, o conceito de Omnichannel vem ganhando forças no mercado de produtos para animais. Ele é uma tendência que se baseia na convergência de todos os canais utilizados por uma empresa integrando lojas físicas, virtuais e compradores. As empresas que conseguem conciliar a presença física com a digital têm cada vez mais força neste mercado de atuação.

 

Quarto Ponto

Para inovar neste mercado, é imprescindível oferecer aos clientes uma experiência de compra memorável. Para isso, as empresas devem ter estrutura adequada de loja, oferecer serviços inovadores somados às vendas de produtos e principalmente investir em construir relacionamentos com esses clientes. Assim, a experiência de compra precisa ser um reflexo da cultura e dos processos da empresa e entregar essa experiência aos clientes passa principalmente pela capacitação da equipe que deixa de ser uma simples equipe de vendas para se transformar em uma equipe de especialistas em produtos, animais e gente.

 

Quinto Ponto

O serviço de pet shop ou banho e tosa móvel também já é uma realidade e um sucesso! Com a correria do dia a dia muitas pessoas não conseguem levar seus pets com frequência nestes serviços. Dessa forma, ao disponibilizar os serviços móveis, os clientes não precisam deslocar-se até o local físico e podem receber o atendimento que precisam para os seus animais, sem precisar sair de casa. Mas ele precisa ser ampliado, pois hoje ainda está restrito a poucos negócios.

 

Sexto Ponto

Educar o cliente para que ele perceba mais valor do que preço nos negócios. Dessa forma, conseguimos tornar este cliente fiel e propagador da nossa marca, dos nossos valores e do nosso propósito.

Em novembro deste ano, a previsão de crescimento do PIB para 2020 atingiu 2,32%, graças à melhora nos resultados econômicos em julho e agosto, segundo dados da SPE (Secretaria de Política Econômica) publicados na Exame. Segundo o Boletim Macrofiscal da SPE, a economia brasileira já apresenta indicadores de recuperação, com diminuição do risco país, queda da inflação, expansão de crédito e retomada da confiança. Ou seja: é provável que 2020 traga um novo fôlego ao empreendedorismo.

Para o nosso mercado, em 2018, o Brasil avançou da quarta posição para o segundo lugar no ranking dos maiores mercados pet do mundo. O setor deve fechar 2019 com faturamento de R$ 36,2 bilhões, de acordo com dados do Instituto Pet Brasil publicados na Época Negócios. Como vocês podem ver, os números são bastante animadores.

Agora cabe a cada um parar e olhar para o seu negócio para ver de que forma poderá inovar e incrementar mais faturamento, treinar melhor as equipes e fazer grandes parcerias com seus fornecedores, com foco total na experiência do cliente nos ambientes on e off-line. Os grandes players do mercado, por exemplo, já estão com seus planejamentos estratégicos e com seus norteadores estabelecidos para 2020 desde o meio deste ano. Estão atentos ao mercado global e agindo localmente, de forma estratégica. E o que o restante do mercado está fazendo, além de brigar pelos clientes que buscam somente preço e não excelência?

 

Kaká Cerutti é mentora estrategista de marcas, professora, palestrante, empreendedora e gestora de marketing da Empóriopet.

 

 

Agora Nossa Edição Digital é Gratuita!

Garanta a sua assinatura e receba mensalmente nossas Edições no Formato Digital

Outras matérias que você pode gostar

Receba avisos dos próximos eventos do setor pet
Inscrever
close-image