Seu 2018 ocorreu como planejou para que possa preparar seu 2019?5 min para ler

No dia em que escrevia este texto faltavam para o início de 2019 exatos 41 dias

E com a escrita, pensando em um ano inteiro que se passou, constatei que todo final de ano é quase sempre igual: festas nas empresas e com amigos, planejamento para o novo ano, ideias e projetos novos, parcerias interessantes e uma vontade louca de colocar todos esses planos em prática e fazer acontecer. Porém, eu lhe pergunto: você cumpriu seus objetivos e metas que planejou nessa mesma época em 2017 para o ano de 2018? Você correu atrás dos seus planos e sonhos? Tirou do papel seus projetos e realmente fez a diferença na sua vida e na de outras pessoas? O quanto você aprendeu e o que realizou com propósito ao longo de mais um ano na sua vida?

Com os padrões de rotina corridos que vivenciamos atualmente, é muito comum acabar negligenciando alguns setores da vida. Faço esses questionamentos porque temos uma grande propensão a agirmos no piloto automático, tendo em nosso dia a dia uma postura muito comum na vida de muitas pessoas: a procrastinação. É muito comum procrastinarmos decisões e atitudes importantes por medo, por acomodação e por autossabotagem, porque a dor da mudança é ainda muito maior do que a felicidade de ver nossa vida entrando nos eixos.

E apenas quando a dor da mudança doer tanto a ponto de nos ferir ou ferir quem amamos é que realmente vamos levantar da cadeira, sair da nossa zona de conforto, decidir o que precisa ser feito e agir. E saiba que é a partir das nossas decisões que o nosso destino começa a ser traçado. Portanto, basta uma decisão convicta para que a nossa roda da vida comece a girar, todas as peças comecem a se encaixar em seus devidos lugares e diversas áreas da nossa vida entrem no fluxo da realização.

Convido você a refletir algumas questões aqui comigo:

1) Quais foram os seus maiores sucessos e realizações neste ano? Relacione-os em uma folha de papel em branco e escreva sobre os momentos em que você foi realmente feliz ao tomar boas decisões. O que elas trouxeram a você? Satisfação, saúde, superação, amor, sucesso, reconhecimento? Como você se sentiu? Reflita e escreva. É refletindo sobre seus sucessos que você se descobre capaz de realizar o que deseja, mesmo que algumas coisas necessitem de mais empenho ou de mais tempo para acontecer. E quando registramos no papel é que a nossa mente visualiza e registra de verdade. Então, escreva sem preguiça.

2) E suas frustrações? Quais foram, em que momento aconteceram, por qual motivo e como você se sentiu?! As frustrações não são, como parecem, situações a serem temidas. Pelo contrário, elas são a chave para você encontrar ainda mais força e descobrir o quanto você pode ser assertivo para caminhar na direção daquilo que deseja concretizar. Registre lá naquele papel que falei no item 1, porque diante desses questionamentos é que você pode fazer um balanço sobre como tem administrado os seus desejos e visualiza como lidar realmente com eles, sem pressa e sem medo de estar perdendo tempo com as investidas não tão positivas da vida.

3) Como está a sua saúde hoje? Como você se sente em relação a ela? Tem dado a devida atenção para a sua morada neste plano?! Escreva suas avaliações sobre a saúde física, mental e emocional, levando também em conta os níveis de disposição e motivação para fazer acontecer as decisões que você toma ou precisa tomar.

4) Falando sobre sua profissão, o quanto você se sente realizado e o quanto você investiu para diferenciar-se neste ano? Escreva no papel seu senso de propósito e realização profissional, se você está feliz com seu ramo de atuação e emprego atual e se ela é condizente com seus valores e projetos de vida. Além disso, vale a pena refletir sobre qual a contribuição a sua atuação profissional tem dado para a sociedade e se você está gerando um impacto positivo na vida de outras pessoas.

5) E para finalizar as questões que trago para reflexão, convido você a refletir sobre sua vida financeira. Como está este setor para você? Sente que está ganhando dinheiro o suficiente para manter seu padrão de vida e investir na sua automelhora? Os seus ganhos financeiros estão compatíveis com as suas habilidades e entrega de valor à sociedade? Neste campo, normalmente, dizemos que é onde o “calo” aperta mais e a dor bate forte. As decisões começam a ser traçadas por aqui.

Hoje eu trago apenas alguns pontos para que você possa analisar e registrar o que aconteceu durante este ano. Não é para deixá-lo ansioso ou impulsivo, querendo resolver tudo o que não resolveu durante 324 dias em 41. É praticamente impossível! Por isso que pessoas muito aflitas geralmente fazem escolhas equivocadas e acabam sem muitas expectativas de sucesso. Perspectivas otimistas caem por terra e entram num vitimismo sem tamanho.

Você se identifica com esse fato? Então está na hora de desacelerar os pensamentos e rever suas prioridades. Quero mobilizar você para a reflexão e incentivar o seu autoconhecimento. Através destes pontos de largada, será possível entender melhor em que momento da vida você se encontra, tornando mais fácil identificar onde quer chegar e tornando mais simples entender quais são os passos a serem tomados a partir de agora.

Vamos lá?! Afinal, ainda restam alguns dias para 2019 e você pode começar a decidir agora como vai resolver o que ficou para trás, construindo uma realidade que você quer e merece viver.

Abraço!

Kaká Cerutti é gestora de marketing e comunicação da Empóriopet, consultora e estrategista digital, neurocoach de autoconfiança, palestrante e professora de MBA para cursos de Trade Marketing, Marketing Digital e Negócios Digitais.

 

 

Comentários
Carregando...