Quando o conhecimento muda a trajetória profissional4 min para ler

Como na vida nada é definitivo, o mercado pet surgiu no caminho de Juliana e mudou o curso de seu planejamento profissional.

Há cinco anos ela entrou de cabeça nesse universo e resolveu ajudar seu marido na administração da pet shop que havia adquirido. Desde então a procura por mais conhecimento e aperfeiçoamento dentro da área de banho e tosa tem sido a meta traçada por essa microempresária.

 

Negócios Pet: Por que decidiu entrar no mercado pet?

Juliana Rodrigues Barbosa Marcondes: Sempre trabalhei na área administrativa de Recursos Humanos. Jamais pensei que fosse trabalhar nesta área de banho e tosa, porém meu marido, Vitor Vasconcellos Marcondes, trabalhava como motorista do táxi-dog do Galerinha Animal. Foi neste momento que a proprietária da pet shop ofereceu sua microempresa para ele. Como sempre foi o seu sonho ter uma pet shop, por gostar muito de animais, aceitou na mesma hora. Isso foi em janeiro de 2013. No início, continuei trabalhando na minha área, sem pensar em trabalhar com ele. No entanto ficava lá aos finais de semana para dar uma ajuda… Foi quando decidi, depois de um ano e meio, ir para a parte do banho e tosa e foi tenso, porque não tinha conhecimento algum.

 

NP: Como foi o desafio de entrar na área de banho e tosa?

JRBM: Quando comecei, eu não sabia fazer absolutamente nada e nunca tinha feito nenhum tipo de curso. Com uma amiga minha fui aprendendo a dar um banho, a fazer uma boa escovação, mas confesso que era muito difícil conseguir realizar o serviço, pois primeiro tinha que conquistar a confiança do cachorrinho, que às vezes era bem difícil. Mas prossegui. Assistia a muitos vídeos na internet de como dar um banho, como fazer uma tosa higiênica, que era o que eu sabia fazer, mas ainda com muita dificuldade. E, depois de muitas tentativas, fui conseguindo fazer algumas tosas. Nada muito bonito, mas nunca desisti, pois aprendi a amar essa minha profissão e a cada dia ia me superando…

A cada tosa que fazia, mesmo sendo a mais simples, eu ficava feliz… A cada laço, a cada coisa nova que ia aprendendo, queria me dedicar mais e mais, embora tudo fosse muito difícil.

 

NP: Você acha que quem está de fora acha o trabalho de um tosador fácil?

JRBM: Acho que aquele que pensa em entrar na área de banho e tosa deve pensar bem, uma vez que nesse trabalho é preciso que a pessoa ame verdadeiramente o que faz. Não se trata somente de uma aventura do tipo “ah, vamos tentar, se não der certo partimos pra outra área”. Abrir uma pet shop é até fácil, mas conquistar a confiança de seus clientes é muito mais difícil. Hoje os pets são realmente da família, são como filhos. Então temos que ter muito amor, carinho, respeito e muita dedicação no que fazemos.

 

NP: Como conquistou confiança na profissão e consequentemente a de seus clientes?

JRBM: Confesso que estava bem desanimada, pensando em desistir, pois já tinha caído na rotina… E os clientes sempre pediam novidades. Não sabia fazer muitas tosas. Na verdade, mal sabia pegar na tesoura. Foi quando conheci o Tiago Freire pela escola “The Cãotry Club Pet Escola”. Procurei várias escolas, porém me identifiquei muito com essa, já que ela é muito acolhedora e muito família e foi então que tudo mudou, porque investir em conhecimento de fato é o que faz a diferença.

No início não foi nada fácil. Descobri que teria mais um desafio a enfrentar na minha vida, devido à minha total falta de conhecimento na área (desde dar um banho, saber qual produto certo usar, como se pegar em uma tesoura).

O curso foi um divisor de água em minha vida. Com meu mestre Tiago Freire, aprendi muitas coisas, por exemplo, como manter uma pet shop, como lidar com seu dia a dia na realidade, como conquistar um cliente, como oferecer um serviço e, o mais importante, como se tornar um profissional de sucesso.

Hoje digo que sou realizada profissionalmente, graças a Deus e graças ao Tiago, que me acolheu e me ensinou muito. Hoje sei fazer tudo no que se refere a banho e tosa e posso dizer que sou uma groomer de verdade. Sinto-me muito honrada, pois, por causa do curso, tive um pensamento mais além e decidi reformar minha loja. Deu super certo e hoje minha pet shop, junto com a minha equipe, é referência, graças às técnicas que aprendi na escola.

 

 

 

 

Comentários
Carregando...