Saúde Animal – Células Tronco

Uso no tratamento de animais já é uma realidade.

A utilização de células-tronco no tratamento de animais já é uma realidade há anos, mas desde 2000 essa modalidade terapêutica ganha cada vez mais adeptos. As células-tronco são conhecidas pelo grande potencial regenerativo que oferecem em lesões e em sequelas de doenças com difícil tratamento e/ou prognóstico ruim. Confira as dicas do médico-veterinário Edson Lo Turco:

1) Efeito reparador regenerativo: Uma das propriedades das células-tronco mais estudadas é a capacidade de transformação em outros tecidos. Com a aplicação é possível promover um efeito regenerativo dos tecidos lesados, o que acelera a cura de doenças ortopédicas.

2) Produção de fatores de crescimento: As células-tronco produzem fatores que estimulam os tecidos do corpo a se renovar. A curto prazo, esses fatores induzem um melhor funcionamento das células adjacentes. A médio e longo prazos, apesar de indiretos, promovem o melhor funcionamento das células em geral, o que reflete na melhora das funções dos tecidos.[userpro_private]

3) Efeito anti-inflamatório: As células-tronco liberam fatores que regulam as moléculas inflamatórias e, com isso, o animal sente menos dor. Esse efeito ocorre em torno de três a cinco dias após a aplicação e pode durar por alguns meses. Neste caso, as células-tronco agem como um anti-inflamatório natural sem efeitos colaterais e com ação prolongada.

4) Angiogênese: Esta propriedade da célula-tronco está ligada à capacidade de produzir vasos sanguíneos. Desta forma são utilizadas no tratamento de doenças cardíacas, uma vez que os vasos sanguíneos são responsáveis por levar oxigênio e glicose (fonte de energia) para todas as partes do corpo.

5) Modulação da imunidade: O uso das células-tronco modula o sistema imune local e de forma sistêmica e, por isso, algumas doenças autoimunes podem ser tratadas com células-tronco.

 

Como funcionam as células-tronco

Após a aplicação, as células-tronco transformam o ambiente do local lesionado para que ocorra o processo regenerativo. Além disso, as células-tronco possuem propriedades anti-inflamatórias e, por isso, conseguem melhorar a qualidade de vida e bem-estar de animais e humanos.

A coleta de células-tronco pode ser feita a partir do tecido adiposo e cordão umbilical, no caso de pets, e por meio da medula óssea e tecido adiposo, no caso de equinos.

Para equinos, as células-tronco podem ser utilizadas para o tratamento de lesões e patologias e também na prevenção de lesões pós-treino dos animais. Tendinites, desmites, osteoartrites, fraturas, fibrose uterina, patologias da cérvix, paralisia do nervo facial, feridas, entre outras lesões também podem ser tratadas com células-tronco.

Já nos animais de pequeno porte, as células-tronco são utilizadas com frequência no tratamento de doenças articulares, displasias, lesões medulares, sequelas relacionadas de cinomose, insuficiência renal crônica, doenças sanguíneas, entre outras enfermidades.[/userpro_private]

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...