Felinos – Curiosidades sobre a Erva-do-gato

Você já ouviu falar em maconha para gato, erva-do-gato ou catnip?

Os gatos são altamente sensíveis ao óleo essencial que existe nas hastes e folhas da planta do catnip ou erva-do-gato e outras espécies do grupo Nepeta. Quando os gatos sentem o cheiro da plantinha, eles roçam a cabeça e corpo na ervinha, pulam, rolam, vocalizam e alguns até salivam (bastante!).

Ao contrário do que muitos pensam, a erva-do-gato não causa dependência ou danos à saúde dos felinos e os seus benefícios são muitos. A Pet Anjo selecionou algumas curiosidades sobre os efeitos da erva nos bichanos:

 

1- Não funciona com filhotes

A erva-do-gato não ‘funciona’ com os filhotes até que eles tenham cerca de 6 meses de vida! Só quando os gatinhos atingem essa idade, a maturidade sexual, é que começam a ser sensíveis à ervinha!

 

2- A sensibilidade é hereditária

A sensibilidade aos óleos essenciais da plantinha é hereditária! Só 70-80% dos gatos são afetados, nem todos têm os genes para isso! A plantinha do catnip é da família da menta, uma prima bem distante da planta da maconha, e a substância estimulante que age nos gatinhos é chamada nepetalactona.

 

3- Tem efeito de curta duração

Depois de 10 minutos em contato com o catnip, o gato fica temporariamente imune aos efeitos da erva por cerca de 30 minutos.

 

4- É utilizada para adestramento

É possível espalhar um pouco de catnip nos arranhadores para o gato escolher esse lugar ao invés do seu sofá ou cortinas. E se seu gato ficar relaxado depois de cheirar o catnip, você pode também espalhá-lo antes de viagens de carro, ao veterinário ou situações estressantes.

 

5- Podem ficar agressivos

Alguns gatos podem reagir com agressividade se têm contato com o catnip. Eles podem ficar tão estimulados que podem extravasar a energia, criando brigas com gatos ou brincando de maneira muito forte com os humanos.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...