Matéria na Íntegra – Plano de Saúde Animal: Oportunidade em Tempo de Crise

O aquecimento no setor pet abre novas portas e estimula novos negócios.

Um exemplo das novas oportunidades de negócios em todo o país é a ampliação do budget dos planos de saúde agora também como franquias. O benefício é uma tendência americana que vem conquistando os brasileiros.

Nos primeiros seis meses de 2016, apesar da crise econômica, a busca por esse tipo de serviço cresceu 35% na comparação com o mesmo período do ano anterior, segundo levantamento feito pela Célebre Corretora de Saúde. Além disso, segundo o CEO da empresa, Marcelo Alves, ao adquirir esse tipo de benefício, é possível reduzir o orçamento comum com um bichinho de estimação em até 25%.

O plano de saúde animal foi criado para que o pet possa contar com redes variadas para cobrir todas as especialidades médico-veterinárias que poderá precisar. Desde vacinas, consultas e internação 24h, para tratamentos de qualquer complexidade de urgência ou emergência. Também inclui benefícios para o dono do pet como descontos em farmácias veterinárias, pet shop, banho e tosa, hotel, medicamentos e muitos outros. “As pessoas tratam os animais como membros da família. Eles não ficam mais no quintal como acontecia. Estão nas nossas camas, nos quartos dos nossos filhos, passeiam e viajam conosco”, conta Marcelo Alves, CEO da Célebre Corretora de Saúde.

Apesar de existir poucos planos de saúde para animais, o executivo conta que eles são extremamente eficientes e têm coberturas amplas. Os valores variam de acordo com a idade do pet. “Ao adquirir esse tipo de benefício é possível reduzir o orçamento comum com um bichinho de estimação em até 25%”, ressalta Alves.

Assim como aconteceu na Medicina para humanos, a Medicina Veterinária evoluiu muito nos últimos dez anos. Foi-se o tempo em que os cuidados restringiam-se à vacinação, castração e banho e tosa. No mercado existem especialistas em áreas distintas para atender aos pets, como veterinários cardiologistas, oftalmologistas, geriatras, oncologistas, entre outros. Há também maior oferta de exames de análises clínicas e de imagem, como ultrassom e ressonância plano ao veterinário. O cliente particular visita o veterinário uma vez ao ano ou quando o animal está muito doente. Na consulta o veterinário agrega outros atendimentos como exames laboratoriais, produtos farmacêuticos, alimentos, banho e tosa, acessórios do pet shop, tornando a consulta mais agradável ao cliente e ao pet e aumentando desta forma o faturamento de sua clínica”, enumera Ana Márcia.

[alert color=”FF1298″ title=”Está gostando da matéria?”]Deixe seu comentário abaixo, compartilhe com seus amigos![/alert]

Com um plano, o dono do animalzinho só irá economizar em consultas, exames e internações. Os hospitais veterinários são de alta complexidade, lembra o executivo, com diárias caras e próximas ao dos humanos. “Os procedimentos cirúrgicos também são onerosos já que envolvem toda uma estrutura com anestesista especializado, equipamentos de monitoração, cirurgião e enfermagem para acompanhar o paciente veterinário”, lembra Marcelo Alves.

De acordo com a Abinpet (Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação), o Brasil é o segundo maior mercado de pet do mundo, atrás dos Estados Unidos, e mesmo com a crise que o país enfrenta é esperado um crescimento no setor, que já movimentou 16 bilhões no ano passado. “O mercado pet é um dos mais interessantes da atualidade, em termos de crescimento e de oportunidades”, ressalta a gerente. Outra vantagem é o baixo investimento, já que a franquia oferece também o formato home based.

“O segmento de pets é um dos que mais crescem, mesmo com a crise. Por se tratar de um negócio com baixo investimento, é muito acessível a todos os tipos de investidores, mesmo os que têm pouco capital disponível”, conclui a gerente de qualidade da Pet Mais Vida, Ana Márcia Oliveira.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...