Banho e Tosa – Qual é a sua marca pessoal?

0 1

Marca vai muito além de apenas uma identidade visual, de um logotipo, de um nome.

O mercado está apontando cada vez mais uma grande mudança para os próximos anos. Não apenas o mercado, mas também os profissionais que o fazem acontecer, que o tornam produtivo.

Isso está acontecendo principalmente pela necessidade da inovação e diferenciação no produto ou serviço oferecido ser muito mais relevante agora do que anos atrás, onde quase tudo o que víamos era muito semelhante. E com o avanço da tecnologia, necessidades diferenciadas do consumidor e novas oportunidades de negócios, os profissionais estão buscando o que realmente os move, dá sentido ao seu trabalho e o que os torna autoridades no assunto, promovendo então as “marcas pessoais”, o “eu enquanto  marca” e a era do indivíduo que empreende e profissionaliza-se intensamente para agregar valor ao seu nome.

 

Mas o que é marca?

Marca vai muito além de apenas uma identidade visual, de um logotipo, de um nome. Marca é um conjunto de percepções que transmitimos para a mente do consumidor a respeito de um produto ou serviço entregue por uma empresa, gerando experiências e referências que comunicam valores e posicionamento que identificarão esta empresa através de um símbolo gráfico e um nome. E para fazer a gestão dessa marca, temos o Branding, ou apenas gestão de marcas. É um conjunto de ações estratégicas que, quando aplicadas de forma eficiente, contribuem para a construção da percepção do consumidor em relação à empresa de forma positiva, ou seja, como gostaríamos que ele a interpretasse.

Pensando agora em pessoas físicas, sendo empreendedor ou não, todos são uma marca: somos especialistas em nossas profissões, temos conhecimentos específicos referentes ao que trabalhamos e muitas vezes nos tornamos referência em nossa área de atuação. Sendo assim, nosso nome também é uma marca e, para fazer a gestão dele principalmente no meio digital, temos uma área do marketing específica para isso: o Personal Branding. De acordo com a definição de Tom Peters, Personal Branding são pessoas que comercializam a si mesmas e suas carreiras como marcas. O que sugere que o sucesso vem da própria embalagem. O seu visual é uma parte estratégica da sua promessa de valor como marca (porque é a parte visível – a aparência), mas ainda assim, não é tudo. Assim como uma empresa, você precisa gerir sua marca da maneira mais profissional possível, construir sua diferença de marca além das suas roupas e do seu corte de cabelos. Isso envolve o melhor aproveitamento das suas competências e habilidades, envolve o seu conteúdo, o seu posicionamento, o seu preço, os canais que você vai utilizar para vender a sua marca e a qualidade do relacionamento com os seus públicos.

Agora lhe pergunto: como está a sua marca pessoal?! Está perdida no meio de tantas outras que existem no mercado?! O que você tem feito para agregar valor ao seu nome e ao seu cliente? O que tem feito para diferenciar-se? Como o seu cliente lhe vê? O que o torna autêntico? Convido aos leitores para participarem de uma palestra sobre Personal Branding que farei na Arena do Conhecimento dentro da próxima feira Pet South America no São Paulo Expo, dia 17 de agosto às 15h05min. Lá eu falarei mais sobre você enquanto marca e as principais tendências para o Personal Branding em 2017 e dicas importantíssimas para fazer a gestão do seu nome on e offline, porque tão importante quanto estar à frente dos demais, é transformar a sua marca pessoal em algo notável e autêntica. Espero por vocês, até lá!

Kaká Cerutti é coach comportamental, palestrante e analista de Marketing da empresa Empóriopet.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...
Receba nossas novidades!

Receba nossas novidades!

Cadastre seu melhor email e fique atualizado sobre o mercado pet.

Obrigado por se cadastrar!

X