Editorial Edição 154

Voa, voa passarinho...

As aves são animais incríveis para serem mantidos como animais de estimação, uma variedade enorme de espécies e hábitos, sem dúvida todos nós podemos encontrar uma espécie que se adapte melhor à nossa rotina, tornando nossa vida mais agradável pela companhia de um pet. Para falar um pouco mais sobre este mercado e suas particularidades acionamos uma equipe de especialistas que nos ajudaram a compor a nossa edição 154.

A criação de aves ornamentais surgiu há algum tempo e tem uma forte influência histórica no Brasil. Criando animais silvestres em cativeiro desde a época do descobrimento, podemos perceber que já os índios tinham grande admiração pela beleza de aves como araras, papagaios e outros animais. Hoje em dia, num mundo tão desenvolvido, quando os campos se transformam em cidade, as pessoas ainda têm certa curiosidade e vontade de se sentirem em ambientes naturais. Em contrapartida, o Ibama ainda proíbe a criação de certos tipos de animais silvestres, pensando, é claro, na preservação da biodiversidade.

Infelizmente temos um mercado consumidor informal que acaba dificultando as pesquisas de comércio de aves ornamentais, deixando o empreendedor bastante inseguro no começo do negócio pela falta de estatísticas reais e relevantes. Porém, com algum estudo e observação é possível definir o mercado e conseguir recursos para chegar até o consumidor e fazer negócios. Por estimativa, vemos uma quantia superior a 15 bilhões de dólares sendo mobilizada em todo o mundo no comércio de animais silvestres. Porém, com a Natureza cada vez mais destruída e decadente, fica mais difícil a preservação das espécies, gerando um futuro problema para o empreendedor de criação de aves ornamentais e também de outras espécies silvestres.

Além do caderno de aves, também falamos sobre a Expo Vet que acontece este mês e conta com grandes novidades para todo o setor e muito mais.

Boa leitura!

 

Mirela Luiz – Redação

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...