Banho e Tosa – Sérgio Villasanti e Jennifer Lee juntos em concurso no Brasil

Groomer internacional sul-coreana será juíza na segunda etapa da Categoria Penteados dos Concursos by Sérgio Villasanti.

Com patrocínio da Ceva Saúde Animal, o máster groomer, como é chamado no mercado, Sérgio Villasanti elaborou mais um de seus já conhecidos concursos. Com realização entre os dias 18 e 20 de fevereiro, em Campinas-SP, a segunda etapa da Categoria Penteados dos Concursos By Sérgio Villasanti terá como juíza a sul-coreana radicada nos EUA Jennifer Lee.

Para nos contar um pouco sobre essa categoria que ainda é pouco divulgada fora do Brasil, entrevistamos a groomer e juíza internacional Jennifer Lee, que além de juíza da 2ª etapa do concurso também veio ao Brasil para iniciar o Projeto Internacional em parceria com a empresa americana Barkleigh e Sérgio Murilo Villasanti.

O projeto se chama Groomer Got Talent e tem a finalidade de fazer o groomer descobrir o seu talento e poder avaliar o seu próprio trabalho como se fosse um juiz. Desta forma a autoavaliação poderá ajudar com que o groomer consiga obter trabalhos de grooming cada vez melhores.

Entrevistamos também a gerente de produtos da linha pet da Ceva Saúde Animal, Priscila Brabec, que patrocina o evento e oferecerá como prêmio ao ganhador uma viagem internacional para um evento pet, para que o vencedor possa conhecer como funcionam os eventos internacionais e desta forma obter novas técnicas e conhecer outros groomers que trabalham com criatividade. Confira!

 

Jennifer Lee  – Juíza

Negócios Pet: Há quantos anos você está no mercado pet?  

Jennifer Lee: Há 15 anos.

 

NP: Como vê o mercado de penteados no mundo e no Brasil?

JL: Acredito que a “Categoria Penteados” é uma grande competição que envolve grooming, a arte de decorar, mistura de cores e também o mais importante que é a criatividade. Eu realmente vi belos trabalhos em minha última visita ao Brasil. Acho que o Brasil está liderando este campo e vejo grande futuro nesta competição. É uma arte.

 

NP: Os profissionais brasileiros têm-se especializado cada vez mais, como os vê no cenário mundial?

JL: Vi muitos groomers brasileiros competindo mundialmente e gostaria de parabenizar os que competiram internacionalmente nos  últimos anos. A competição faz com que a indústria do grooming tenha um crescimento maior e fazem com que os profissionais melhorem e se especializem cada vez mais. Acho que os groomers brasileiros mais antigos e apaixonados pela profissão abriram várias portas para que outros pudessem ter uma experiência internacional e desta forma ver o mundo de uma forma diferente e também  trazer o mundo do grooming internacional para o Brasil e desta forma beneficiar muitos colegas que não têm tais oportunidades para ir para outros países para competir e aprender. Os profissionais brasileiros têm-se destacado no cenário internacional. Estou muito orgulhosa dos groomers brasileiros.

 

NP: Como faz sua avaliação durante o concurso? O que leva em consideração no momento do julgamento? 

JL: Considero a condição do cão – este concurso está fortemente relacionado com a condição da pelagem do cão. O cão tem que ser banhado e preparado corretamente. O cão bem banhado e preparado trará um melhor resultado final; a criatividade (se o estilo é próprio ou se o groomer repetiu alguns detalhes de outros); o nível de habilidade e dificuldade dos penteados; a correspondência de cores e equilíbrio (Isso não significa que toda parte do cão precisa ser equilibrado. Eu considero que o resultado deverá ser agradável aos meus olhos); e por fim a decoração, habilidade e a apresentação do trabalho.

 

NP: O que acha que pode ser melhorado? 

JL: Amo a forma como esta categoria é trabalhada. Amaria ver um trabalho com mais criatividade e mais estilo. Talvez a apresentação possa ser um pouco mais elaborada.

 

NP: Como você acha que essa categoria seria vista fora do Brasil?

JL: Amo muito isso. Acredito que esta categoria poderia ser introduzida em outro país muito bem. Outros países não têm muito conceito sobre esta tendência. Gostaria de ser uma das pessoas a apresentar este trabalho para outros países.

 

 Priscila Brabec – Gerente de produtos da linha pet Ceva Saúde Animal 

NP: Há quantos anos você está no mercado pet? 

Priscila Brabec: Há 10 anos.

 

NP: Por que decidiram patrocinar o concurso? 

PB: É um concurso que incentiva a capacitação e diferenciação profissional. Patrocinar esse concurso é colaborar com o desenvolvimento profissional.

 

NP: Para vocês, quais os benefícios que concursos desse tipo trazem para o mercado pet? 

PB: O principal benefício é incentivar o desenvolvimento, a capacitação e a diferenciação profissional.  Um concurso desse tipo é uma excelente oportunidade para os profissionais mostrarem seus trabalhos, se destacando no mercado.

 

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...