Aquarismo – Os 5 principais tipos de plantas aquáticas

Também chamadas de macrófitas, elas são espécies vegetais que vivem na água ou sobre ela. (Martins & Carauta, 1984)

Além da grande beleza que podem exercer sob os lagos, aquários, rios e oceanos, elas também possuem importantes funções, pois são fundamentais para oxigenação da água, servem de ambiente e abrigo para reprodução e desova de algumas espécies, são alimentos para peixes, aves e outros animais, absorvem nutrientes e contribuem para o equilíbrio dos ecossistemas aquáticos, porém em excesso podem causar problemas ambientais e afetar a qualidade da água.

As macrófitas aquáticas possuem grande diversidade de espécies, com mais de 90 famílias de plantas aquáticas reconhecidas por pesquisadores (Esteves, 1988, Pérez, 1992) e são classificadas em 5 principais grupos ecológicos:[sociallocker]

1) Emersas

Plantas enraizadas no sedimento, apresentando folhas acima da lâmina de água, como Echinochloa, Typha, etc.

 

2) Flutuantes

Plantas que se desenvolvem flutuando livremente no espelho de água como Limnobium, Lemna, etc.

 

3) Submersas enraizadas

Plantas enraizadas crescendo totalmente submersas, como Vallisneria, Nitella, etc.

 

4) Submersas livres

Plantas que apresentam raízes pouco desenvolvidas flutuando submersas em águas tranquilas, como as Utricularia.

 

5) Submersas com folhas flutuantes

Plantas enraizadas, desenvolvendo-se com folhas flutuantes na lâmina de água como Nymphoides, etc.

[/sociallocker]

Amanda Fernandes é zootecnista pela Unesp/Jaboticabal-SP e estagiária do Caunesp (Centro de Aquicultura da Unesp). Aperfeiçoamento técnico-científico no laboratório de Ciência dos Alimentos e Microbiologia da FCFAR /Unesp. Contato: [email protected] 

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...

Chat